Destaque

CVG-SP marca presença na live do Sincor-RN sobre novos tempos

25/01/2021

“Novos tempos e novos desafios” foi o tema da live promovida pelo Sincor-RN no dia 20 de janeiro, sob a mediação do presidente da entidade Jaques Furtado de Andrade e a participação do convidado Boris Ber, vice-presidente do Sincor-SP. Pela internet, dentre os participantes que assistiram ao evento, o presidente do CVG-SP, Marcos Kobayashi, marcou presença, enviando perguntas sobre seguro de vida.

Boris Ber agradeceu a participação de Kobayashi, e comentou, em seguida, a ascensão do seguro de vida na pandemia. “O Marcos Kobayashi, que está nos assistindo, é testemunha que no ano passado o seguro de vida vendeu mais que o seguro de automóvel. Então, vamos aproveitar esse interesse para oferecer seguro aos clientes”, disse.

Na sequência, o presidente do CVG-SP perguntou a Boris Ber sobre como aumentar a participação dos corretores no seguro de vida. “Hoje, esta é a maior carteira em prêmios, mas ainda concentrada em bancos”, acrescentou Kobayashi. Boris Ber lembrou que o ex-presidente do Sincor-SP, João Leopoldo Bracco de Lima, falecido em 2011, dizia que os corretores não vendem seguro de vida porque não oferecem.

“Hoje, temos produtos de vida de primeiro mundo. Então, é apenas uma questão de oferecer”, disse Boris Ber. O presidente do CVG-SP observou que “em alguns casos, o próprio corretor não tem seguro de vida”. O palestrante concordou e fez um apelo aos corretores: “Vamos vender, o que estamos esperando?”.

Segundo ele, se os corretores não venderem seguro de vida, outras empresas ocuparão esse espaço, como é o caso da XP Investimentos que já anunciou essa intenção. “Corretor, ofereça o seguro ao seu cliente”, disse, relatando, em seguida, que iniciou sua vida profissional, justamente, com a venda de seguro de vida. “Para o cliente é uma proteção e para os corretores um rendimento garantido”, disse. Kobayashi complementou: “A melhor forma de prever o futuro é criá-lo”.

Fonte: CVG-SP | Texto: Márcia Alves