Clipping

Presidente do CVG-SP fala sobre telemedicina no Sancor Talks

03/11/2020

“Como a telemedicina agrega valor aos seguros de pessoas” foi o tema principal do Sancor Talks, série de lives da Sancor Seguros, realizada no dia 29 de outubro, com a participação especial do presidente do CVG-SP, Silas Kasahaya. O evento virtual foi mediado pelo superintendente Comercial e Marketing da companhia, Rosimario Pacheco, e contou com a presença do gerente Nacional de Seguro Pessoas e Assessorias, Rafael Leonel.

Antes de abordar a telemedicina, Kasahaya analisou o desempenho do seguro de pessoas, cujo maior destaque neste ano foi o seguro de vida individual. “No ano passado, o vida individual cresceu 60% e neste ano 30%. É um cenário bom, porque vários ramos tiveram decréscimo”, disse. Para o presidente do CVG-SP, a explicação para o bom desempenho do ramo está na maior conscientização das pessoas trazida pela pandemia e também pelo maior uso da tecnologia nas seguradoras. “Houve uma demanda natural”, disse.

Com mais de 70 anos de atuação na Argentina, a Sancor Seguros opera no Brasil há 7 anos. De acordo com Rafael Leonel, em 2019 a empresa cresceu 27% e neste ano até setembro já atingiu 29% de crescimento. “Nosso desempenho foi pautado no prestamista e no vida individual”, disse. Ele relatou que, em 2019, a Sancor passou a integrar o grupo de 25 maiores seguradoras no ramo de pessoas. “É uma carteira muito importante, com negócios rentáveis”.

Rosimario Pacheco apresentou detalhes da nova ferramenta “Chamando o Doutor”, aplicativo recém-lançado pela Sancor Seguros, que oferece atenção médica por meio da telemedicina. “Os serviços se tornam tão importantes quando o seguro, agregam valor e ajudam o corretor na venda”, disse. Kasahaya concordou e acrescentou que os serviços oferecidos, que podem ser usados pelas pessoas, ajudam a tangibilizar o seguro de vida. “Fazem o mercado ter a percepção de valor agregado”, disse.

Mas, Kasahaya lembrou que é preciso estimular as pessoas a usarem de fato esses serviços. “Se o consumidor não perceber o serviço, se esquece e não utiliza. Com isso, pode haver um nível de inadimplência e até de desistência do seguro mais elevado”, afirmou. O presidente do CVG-SP concluiu que a telemedicina agrega valor ao seguro de pessoas, e que isso ficou evidente na pandemia. “Nesse momento de distanciamento social, o atendimento médico por telefone é fantástico. É um serviço essencial e a Sancor está de parabéns”, disse.

Fonte: CVG-SP